Mustang Mach-E: Ford Amplia Gama do ‘Pony-Car’ com Versão 100% Elétrica

0

Pela primeira vez em 55 anos, a Ford prepara-se para ampliar a gama do Mustang, trazendo o ‘pony-car’ para uma nova dimensão, bem mais versátil e não menos musculada. A partir de finais de 2020, para além do coupé desportivo que também está disponível em variante descapotável, passará a existir um modelo 100% elétrico, que além de várias novidades tecnológicas, abre as portas de um ícone do construtor norte americano ao mercado dos Sport Utility Vehicles.

O Mustang Mach-E é o primeiro de 14 modelos eletrificados que a Ford pretende introduzir na Europa até ao final de 2020. Esta nova abordagem para o Mustang irá contar com várias opções em termos de autonomia e com duas versões, uma delas verdadeiramente musculada.

Promete Prazer de Condução em Modo Elétrico

A nova abordagem ao conceito Mustang faz-se sob a forma de um elegante SUV, que incorpora a mais recente geração de tecnologia de veículos conetados, assim como um inovador sistema de infotainment. Nesse quesito, o Mach-E estreia o sistema de comunicação e entretenimento SYNC, em que num ecran de 15,5 polegadas, dá ao condutor acesso de forma simples a informação e funções, contando também com a inteligência deste interface para uma maior interação com o automóvel, que vai apreendendo sobre as suas preferências e hábitos ao volante. Este sistema, que reconhece a voz do utilizador, é normalmente acessível através de movimentos de toque e deslize, ao estilo smartphone.

Apesar da nova abordagem tecnológica, não se pense no entanto que o Mustang perde o seu espírito rebelde. O SUV Mach-E vai estar disponível com opções de bateria standard e com extensor de autonomia, em versões de tração traseira ou integral, alimentadas por motores de ímanes permanentes.

Na versão de uma bateria com extensor de autonomia e tração traseira, o Mustang Mach-E consegue em modo 100% elétrico percorrer 600 km, seguindo a regra WLTP (Worldwide Harmonized Light Vehicles Test Procedure). Na versão de tração integral e extensor de autonomia, o Mach-E deverá chegar aos 337 hp (248 kW) e 565 Nm.

A Ford irá no entanto disponibilizar também o Mustang Mach-E GT, capaz de acelerar dos 0 aos 100 km/h em menos de cinco segundos, com uma potência estimada de 465 cv (248 kW) e 830 Nm de binário.

O Espírito Mustang Com Novas Formas

O Ford Mustang Mach-E vai entregar ao utilizador três modos de condução – Whisper, Engage e Unbridled, cada um para um desempenho específico, assegurando capacidade de reposta personalizada, controlos de direção mais desportivos, iluminação ambiente, sonoridade ajustada à experiência 100% elétrica, além de animações dinâmicas no cluster de informação conforme o tipo de condução.

O SUV Mustang Mach-E tira partido da nova arquitetura totalmente eletrónica da Ford, com as baterias dentro do fundo inferior do veículo, o que permite maximizar o espaço interior para conforto de até cinco passageiros e bagagem. Apesar de se tratar de uma proposta totalmente virada para o mercado SUV, o Mach-E não perde as características que definem o caráter Mustang: capot longo e pronunciado e faróis imponentes à frente, luzes traseiras de tripla barra e uma silhueta coupé. Além do surpreendente espaço para os ocupantes do banco traseiro, dispõe de ampla bagageira e uma unidade adicional de carga (com 100 lt de capacidade) dentro do capot.

Amplas e Fáceis Soluções de Carregamento

Na opção base, o Ford Mustang Mach-E estará disponível com uma bateria de iões de lítio de 75,7 kWh e extensor de autonomia (bateria de 98,8 kWh), com previsão de alcançar os 600 km na versão de tração traseira. Pode percorrer até 93 km após 10 minutos de carga numa estação DC de carregamento rápido.

Juntamente com a aposta no segmento elétrico, consciente que grande parte dos seus consumidores efetuarão o carregamento nas suas casas, a Ford propõe a sua Connected Wallbox, que garante até cinco vezes mais potência de carregamento face a uma normal tomada doméstica. Além disso, a marca dará aos seus consumidores acesso à rede de carregamento FordPass, que através de uma parceria com a NewMotion conta atualmente com mais de 125.000 estações de carregamento público em 21 países. Além disso, como a Ford é membro fundador e acionista do consórcio IONITY e existe a previsão de construção de 400 estações de elevada potência na Europa até ao fim de 2020, beneficiará de uma redução significativa nos tempos de carregamento para veículos totalmente elétricos.

Texto: Jorge Cabrita – Fotos: Oficiais/Ford

MAIS NOTÍCIAS