Dakar: Peterhansel Vence Etapa Por 15 Segundos

O francês tomou-lhe o gosto e vem acumulando vitórias em etapas, mas hoje foi ao segundo a luta com Nasser Al Attiyah.

0
Stéphane Peterhansel/Paulo Fiuza

Com Mini e Toyota a voltarem a ser as protagonistas na luta pela vitória de uma etapa do Dakar, hoje a balança tornou a pender para o lado de marca britânica, com Stéphane Petrhansel/Paulo Fiuza a triunfarem na 9ª especial da prova, ligando as cidades de Wadi Al Dawasir e Haradh, num total de 886 quilómetros, 410 dos quais cronometrados.

A dupla do Mini Buggy venceu pela terceira vez este ano, mas teve que suar para se impôr a Nasser Al Attiyah/Mathieu Baumel, na Hilux da Toyota Gazoo Racing, por apenas 15s. Al Attiyah tem feito tudo para com a sua condução reverter a aparente superioridade dos Mini Buggy, mas mais uma vez teve que se conformar.

Nasser Al Attiyah/Matthieu Baumel

Na 3ª posição da etapa, novamente revelando excelente ritmo, ficou a dupla Yasir Seaidan/Alexy Kuzmich, no Mini JCW. O piloto saudita, tirou vantagem do seu conhecimento do terreno para terminar a especial a 4m48s dos vencedores, seguido de Yakub Przygonski/Timo Gottschallk, que hoje tiveram a sua melhor prestação até agora na prova, levando o Mini JCW com as cores da Orlen ao 4º lugar.

Na 5ª posição chegaram Carlos Sainz/Lucas Cruz no outro Mini Buggy. Sainz tem vindo a ter problemas nas últimas etapas e hoje sofreu um furo, que além de o ter feito perder tempo com a mudança do pneu, ainda causou danos na estética do carro da X-Raid, já que os pedaços da borracha danificada foram arrancando partes da carenagem lateral traseira. Sainz chegou a Haradh com 6m31s de atraso relativamente a Peterhansel, 15 segundos a menos para Al Attiyah. O espanhol permanece líder da geral, mas a sua margem já não é de segurança e cifra-se em apenas 3m relativamente ao piloto do Qatar.

Blade Hildebrand Vence Etapa nos SSV

Entre os participantes dos SSV, a etapa foi ganha mais uma vez por uma equipa da Red Bull Off Road Team USA, formação que aliás hoje garantiu as duas primeiras posições. Blade Hildebrand foi quem venceu a etapa, aos comandos do Can-Am navegado pelo francês François Cazalet. A 58s dos vencedores chegaram, na 2ª posição, também num Can-Am, o americano Mitchell Guthrie, acompanhado do Norueguês Ola Floene.

Os líderes da clasificação, Casey Currie/Sean Berriman, levaram o Can-Am da Monster Energy ao 3º lugar da etapa, seguidos dos russos Sergey Kariakin/Anton Vlasiuk e dos chilenos Francisco ‘Chaleco’ Lopez/Juan Pablo Vinagre. Conrad Rautenbach/Pedro Bianchi Prata terminaram a etapa de hoje na 7ª posição. Na classificação, Currie/Berriman, gerem 23m27s de vantagem sobre ‘Chaleco’ Lopez/Juan Vinagre.

Mais Uma Vitória Para Andrey Karginov nos Camiões

Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Igor Leonov

Nos Camiões, etapa após etapa, os russos Andrey Karginov/Andrey Mokeev/Igor Leonov vão-se mostrando de outra dimensão no Kamaz oficial e, embora já com uma confortável vantagem na liderança da classificação, continuam a somar vitórias Hoje chegaram a Haradh com 3m19s de vantagem sobre os bielorussos, Siarhei Viazovich/Pavel Haranin/Anton Zaparoschchanka, no Maz-Sportauto. Na 3ª posição, outro Kamaz, com Eduard Nikolaev/Evgeny Iakovlev/Vladimir Ribakov. Na classificação, Karginov lidera com 38m35s de vantagem sobre os companheiros de equipa e compatriotas, Dmitri Shibalov/Dmitri Nikitin/Ivan Tatarinov.

Amanhã corre-se a 10ª etapa, que representa também a primeira parte de duas na tirada maratona da prova, ligando Haradh a Shubaytah, composta por uma ligação de 74km e 534 km de especial, os últimos 30 deles em dunas.

Texto: Jorge Cabrita – Fotos: ASO/DPPI (Eric Vargiolu, Frédéric le Floch, François Flamand), Red Bull (Marcelo Maragni, Flavien Duhamel)

Um dos vários cenários rochosos que se encontravam ao longo da fase inicial da etapa de hoje

Leave a Reply

avatar
  Subscribe  
Notify of